Notícias

+ Notícias

12/01 - Saúde recomenda vacinação antes de viajar às áreas de risco


Por  Sincofarma MG  Postado 17/01/2017

Disponível em quantidade suficiente para atender à demanda da população de Jundiaí, a vacina contra a febre amarela pode ser encontrada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) Central, Agapeama e Hortolândia. A tendência é que a procura pela vacina aumente, após Ribeirão Preto (265 km de Jundiaí) ter confirmado a morte de um homem pelo vírus. Além disso, há um possível surto de febre amarela silvestre (transmitida em regiões rurais de mata) no interior de Minas Gerais, onde já ocorreram 14 óbitos desde o início do ano.

Em Jundiaí, a Secretaria de Vigilância Epidemiológica informou que não há alarme para o aparecimento de casos de febre amarela na Região. A enfermeira da pasta, Maria do Carmo Possidente, orienta a população que for viajar para as áreas de risco a procurarem as UBSs para tomarem a dose da vacina pelo menos 10 dias antes da viagem. “A dose é indicada a partir dos 9 meses de idade, são duas doses durante toda a vida, sendo que a segunda deve ser tomada 10 anos após a primeira”, explica.

A enfermeira ainda acrescenta que há países que exigem essa vacinação para viagens ao exterior, conforme determinação do Certificado Internacional de Vacinação, que pode ser obtido na UBS Central às quartas-feiras, das 8 às 11h30 e sextas-feiras das 13h às 16h30. O atendimento é para residentes em Jundiaí. Os interessados devem fazer um pré-cadastro no site da Anvisa (www.anvisa.gov.br/viajantes) . Para emissão do Certificado é necessário levar documento com foto, de preferência o passaporte, carteira de vacinação e comprovante de residência. 

Fonte: Jornal de Jundiaí