Notícias

+ Notícias

15/07 - Vacina contra o zika será testada em humanos em fevereiro, segundo o IEC


Por  Sincofarma MG  Postado 19/7/2016

Pesquisadores do Instituto Evandro Chagas (IEC) planejam iniciar em fevereiro de 2017 os primeiros testes com humanos para a vacina contra o vírus da zika, desenvolvida em parceria com a Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Segundo a Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa), foram registrados 42 casos de vírus da zika no ano de 2015 no estado. Até junho de 2016, já foram registrados 112 casos no Pará.

Os estudos para a produção da vacina começaram em março deste ano e a primeira fase da pesquisa buscou o reconhecimento do genoma do vírus. Atualmente, estão em andamento as intervenções em vários clones de vírus para que o conjunto de genes possa perder a capacidade de causar a doença, sem deixar de induzir o corpo a estimular as células e produzir anticorpos.

"O nosso planejamento é, até novembro, fazer os testes em macacos e a partir de fevereiro do ano que vem (2017) fazer os testes clínicos em humanos. O objetivo dessa vacina, que é uma vacina de vírus vivo atenuado, é imunizar as pessoas, principalmente mulheres em idade fértil", explica o diretor do IEC, Pedro Vasconcelos.

A universidade norte-americana é um dos centros mundiais de pesquisas de arbovírus, especializado no desenvolvimento de vacinas e o Instituto Evandro Chagas é referência mundial de excelência em pesquisas científicas. A parceria conta com um investimento de aproximadamente R$ 10 milhões do ministério da Saúde para realização da pesquisa.

Grávidas
Para o MS, a vacina será fundamental para ajudar a diminuir a incidência dos casos de microcefalia em bebês no Brasil. No entanto, ela não poderá ser aplicada em gestantes, por isso o instituto também desenvolve outra tecnologia, a partir do DNA recombinante do vírus para ser utilizado em grávidas.

Fonte: G1