Notícias

+ Notícias

Motivação e Sucesso: A Avareza e Empresa


Por Luiz Marins

 

Avareza é a dificuldade e o medo de perder algo. Uma pessoa avarenta tem dificuldade de abrir mão do que tem, mesmo que receba algo em troca. Acredita que perder algo pode ser um grande desastre. Uma pessoa avarenta é relutante em doar, gastar, emprestar e até participar, muitas vezes a ponto de renunciar até mesmo a necessidades básicas. Não podemos confundir uma pessoa avarenta com uma pessoas frugal, simples, cuidadosa, pois não se trata de mera simplicidade ou frugalidade, mas de uma atitude exagerada e muitas vezes mesquinha. Em razão do apego excessivo e do desejo exagerado por dinheiro e bens materiais, o avarento tem uma atitude individualista.

Na empresa encontramos muitas pessoas avarentas. São aquelas que não participam de programas e projetos de interesse da empresa; são as que evitam dar ideias; são as que nunca têm tempo e estão sempre ocupadas consigo mesmas; são aquelas que comprometem a qualidade comprando matérias primas de baixa qualidade por serem mais baratas; são aquela que prejudicam o relacionamento com clientes e fornecedores por não investirem no que poderia resultar em melhor atendimento, assistência técnica, visitas de manutenção preventiva, etc.

A avareza, portanto, não se refere somente a dinheiro e a bens materiais. Pessoas avarentas são gananciosas - querem tudo para si – e portanto não compartilham sugestões de medo de perder a sua ideia. Elas são auto referenciadas, egoístas e egocêntricas. Só pensam em si: o meu tempo; o meu computador; a minha mesa; o meu departamento; o meu cliente, etc. E pessoas avarentas querem tudo para si e por isso se acham sempre prejudicadas, per-seguidas quando algo é oferecido ou dado a outra pessoa. E o que é mais grave é que pessoas avarentas não conseguem suportar o sucesso alheio e acabam boicotando o sucesso da própria empresa. Pessoas avarentas são aquelas que vivem alardeando que a “aquela ideia foi minha, fui eu que dei a ideia”, etc.

Conheço muitas empresas com pessoas avarentas que economizam em coisas absolutamente acidentais e pequenas e deixam passar coisas enormes que, de fato, trariam muita mais economia. Aqui caçam o rato e deixam passar o elefante, me disse um gerente. Pessoas avarentas geralmente são pessoas do “não”. Nada pode; é melhor não fazer; é melhor esperar, são frases comuns dessas pessoas.

O perigo é que pessoas avarentas, geralmente são confundidas com boas administradoras. Muitas vezes são bajuladoras dos acionistas mostrando as economias que fizeram. São excelentes em cortar gastos, cortar, cortar, cortar, muitas vezes comprometendo o futuro da empresa. Elas são ótimas em colher, mas não sabem plantar para que haja o que colher no futuro. E depois que colheram tudo, muitas vezes deixam a empresa, como já vi acontecer muitas vezes. Assim, veja se sua empresa não está impregnada de pessoas avarentas que jogam para si mesmas e não para o time.

Pense nisso. Sucesso!