Notícias

+ Notícias

Venda de genéricos é impulsionada por medicamentos contínuos


Por  Sincofarma MG  Postado11/04/2017

A crise econômica aumentou as vendas de medicamentos genéricos, especialmente os de tratamento de doenças crônicas como hipertensão e diabetes. De 2014 até o final do ano passado, enquanto o mercado farmacêutico teve alta de 16,67%, as vendas de genéricos em unidades cresceram 29,75%, de acordo com levantamento da PróGenéricos.

Entre os anti-hipertensivos, os números são ainda mais acentuados. Os produtos similares venderam 26%, os medicamentos de referência, 10% e os genéricos registraram alta de 38%. Como o tratamento não pode ser interrompido, a troca de produtos de marca pelos genéricos se tornou ainda mais visível.

Segundo a pesquisa, a chegada de produtos genéricos para hipertensão e controle de colesterol expandiu o mercado farmacêutico e ampliou o acesso ao tratamento das doenças. De 1999 até 2016, as vendas de anti-hipertensivos saíram de 67 milhões para 431,4 milhões em unidades. Já os antilipêmicos foram de 3,4 milhões para 67,3 milhões de unidades.

Fonte: Valor – SP